VideoPick

BLINK: “Sangrar Sem Chino” [Feat. A.M.O.R.]

Read More

“Sangrar sem Chino” é um novo single de BLINK, vinda directamente de Loures, na companhia das A.M.O.R.

Lisboa é um caldeirão electrónico rico em fusões multiculturais que acabam por se refletir na música. Neste single, a electrónica dos anos 80 anda de mãos dadas com o Rap, produzido por Photonz. O colectivo lisboeta das A.M.O.R. ajuda a fazer ecoar os versos egocêntricos da BLINK, representando muito bem a nova escola.

O rap português se re-inventa todos os dias.

——

Mais deste artista: A.M.O.R.
FacebookWebsiteSoundcloudTwitter
Mais deste artista: BLINK
Facebook

——

MMMOOONNNOOO x Ghost Wavvves: “Stand Alone Complex”

Read More

O cenário digital tem cada vez mais vindo a se afirmar como um solo fértil.

Os produtores MMMOOONNNOOO (Daniel Neves) e Ghost Wavvves decidiram juntar-se, numa conversa informal pelo chat do Facebook. E dessa conversa, aonde todo um universo nerd fez parte, nasceu a ideia de uma parceria entre os dois.

O objectivo era ligar os seus universos sonoros e referências culturais, atirando em direcção ao imaginário futurista japonês.

Toda esta colaboração aconteceu na Internet, entre partilhas de beats e samples nasceu “Stand Alone Complex”.

A ideia de um render de um robô em 3D lhes pareceu a melhor escolha. A edição ficou a cargo do próprio Daniel Neves, e promete te despertar o ataque de epilepsia mais electrónico de sempre.

——

Mais deste artista: Ghost Wavvves
FacebookSoundcloudBandcamp
Mais deste artista: MMMOOONNNOOO
FacebookSoundcloud

——

Capitão Fausto – Gazela

Read More

O facto dos Capitão Fausto gostarem muito de gazelas originou a que o seu álbum de estreia se chamasse “Gazela“. O facto de os Capitão Fausto terem óptimas referências do psicadelismo dos anos 60, veio a fazer com que este álbum, “Gazela“, que por sua vez é o seu álbum de estreia, se transformasse numa das novidades mais interessantes na música portuguesa daquele ano.

Cheio de músicas pop-rock “ligeirinhas”, de capa a fazer juz ao seu conteúdo sonoro: uma gazela aberta, multicolorida e faiscante por dentro, e ao mesmo tempo obscurecida pela própria silhueta negra e misteriosa. Não vou me entregar à divagação psicadélica pra falar deste disco, vou tentar ser bastante objectivo:

Os Capitão Fausto sabem a que vêm. Fazem aquilo que gostam, e fazem-no bem feito. Gazela é a prova disso.

——

Mais deste artista: Capitão Fausto
FacebookBandcamp