Batidas frenéticas e densas representam a visão negra que Mike El Nite tem sobre a sociedade portuguesa. Do entretenimento gratuito na TV que encarece os valores da juventude até os altos poderes que têm influências obscuras sobre o povo alienado. São fragmentos de imagens e palavras, alucinações aleatórias que nada mais são do que a realidade, disparadas freneticamente por entre as batidas em versos que rimam e encaixam como se fossem puzzles.
Mike El Nite editou no dia 22 “O Justiceiro” pela NOS Discos.

Mike El Nite: “T.U.G.A.” (via YouTube)

——